15 de abril de 2011

O SACRIFÍCIO DE ISAAC

Você já ouviu falar da história da Bíblia em que Deus pede que Abraão sacrifique seu filho Isaac? Ela está descrita em Gênesis, capítulo 22. Isaac era o filho prometido por Deus a Abraão através do qual lhe daria uma grande descendência, e agora Ele o pede em sacrifício? Na verdade, o Senhor estava pondo Abraão à prova e querendo passar-nos um ensinamento que só vai concluir com o sacrifício de Jesus na Cruz.

Do mesmo modo que Isaac foi levando a lenha para o sacrifício sem saber quem seria o sacrificado, Jesus levou o madeiro da cruz até o local do seu sacrifício. Isaac pergunta ao pai onde estava o cordeiro. Abraão respondeu que Deus providenciaria. Porém antes que Abraão levantasse a mão contra seu filho, um anjo o fez parar. Deus poupou Isaac, mas não poupou seu próprio filho, oferecido em sacrifício para a nossa salvação. Jesus foi o cordeiro providenciado por Deus para pagar pelos pecados da humanidade.

O Pai sabia que poderia ressuscitar Jesus, assim como a Bíblia diz que Abraão confiava que Deus poderia ressuscitar seu filho (Hebreus 11,19). Mas mesmo assim, imagina a dor no coração de um pai ao ver seu filho morrer, sabendo que poderia tirá-lo de lá, e mesmo assim deixá-lo morrer. Ele não se alegrava ao ver a morte do seu filho, mas sabia que era necessário para que ganhássemos a vida eterna.

Nesta Semana Santa, procuremos ao menos por um instante, meditar sobre isso. Ele fez tanto por nós que não podemos ficar indiferentes. Nossas igrejas proporcionam nesta semana muitos momentos que nos ajudam a refletir e orar, como confissões, missas, via-sacra, procissão. Procure viver intensamente este momento.


“Com efeito, de tal modo Deus amou o mundo, que lhe deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3,16)



Deus te abençoe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário